ANA HELENA ROSSI

Ce poème a été écrit pour la soirée #nãoaoFeminicídio – le 13/02/2020 au  Teatro do Sindicato dos Bancários, Brasília, DF

lui si beau

elle si amoureuse

que le premier cri

elle a laissé faire

lui si malin

elle si femelle

que le premier coup

elle a laissé faire

lui si enervé

elle si compréhensive

que le premier étranglement

elle a laissé faire

elle sans connaissance

lui avec une telle violence

que le parapet du cinquième

n’a rien pu faire

Este poema foi feito para o sarau #nãoaoFeminicídio, em 13/02/2020 no Teatro do Sindicato dos Bancários, Brasília, DF

ele tão lindo

ela tão apaixonada

que o primeiro grito

ela deixou passar

ele tão esperto

ela tão fêmea

que o primeiro soco

ela deixou passar

ele tão irritado

ela tão compreensiva

que o primeiro estrangulamento

ela deixou passar

ela tão desacordada

ele tão violento

que o parapeito do quinto andar

não conseguiu segurar

Ana Helena Rossi –anahrossi@gmail.com

http://ana-poesia-poesie.blogspot.com.br/