José Benedito Vieira

Li, em uma revista de bordo, uma matéria exaltando as belezas das cidades de Praga e de Budapeste.

Esses nomes não saíram da mente e ao final do voo, pedi a revista a aeromoça. Dias depois, com os dados da revista, fiz pesquisas na internet. Fiquei animado, pois, falavam que essas cidades tinham um custo de vida bem menor do que Londres, Paris, Viena, Mônaco.

Imprimi as informações e o itinerário do Tour Capitais Imperiais / Abreu e fui convidar os amigos para aderirem ao tour. Um casal e uma amiga com a mãe concordaram, mas exigiram que na volta incluíssemos quatro dias em Lisboa.  O voo tinha escala de ida e de volta nessa cidade.

Praga, a Cidade das Cem Torres ou a Cidade de Ouro é considerada uma das mais belas do mundo. Encanta sua arquitetura em cada rua, em cada bairro. O LoretoSantuário e seu famoso carrilhão de vinte e sete sinos a executar de hora-em-hora o Hino Tcheco em louvor à Maria. Em frente ao Loreto, a exuberante fachada de 150 metros do Palácio Cernin.

É necessário incluir uma visita ao Palácio Wallenstein e seu jardim paisagístico, local dos concertos de verão. Foi construído pelo general Wallenstein. Foram demolidas mais de vinte casas, uma olaria, etc. para a construção do palácio entre 1624 e 1630.

Um atração imperdível. A Ponte Carlos, com 516 metros, trinta réplicas de estátuas góticas e santos católicos sobre o rio Vltava, ligando Staré Mesto (cidade velha) e Malá Strana, (bairro menor), sendo que muitos o consideram o bairro mais bonito. A Karlúv Most, a “ponte de pedra” só recebeu no nome atual de Ponte Carlos, em 1870 em homenagem ao imperador Carlos IV (1316-1378). Construída com argamassa reforçada de vinho e ovos. Na terrível enchente de 1890 teve três dos seus arcos destruídos. É o ponto turístico, símbolo da cidade. Proibida a circulação de veículos, está repleta de vendedores de suvenires, de músicos e artistas de rua. Uma estátua em destaque é de São João Nepomuceno.

A visita só ficará completa, incluindo o Castelo de Praga, complexo onde está o antigo Palácio Real, a Catedral gótica de São Vito, a maior igreja da República Tcheca (1344-1929), a Rua de Ouro. (O escritor Franz Kafka morou na casa 22), a Basílica de São Jorge, de estilo românico. Se encontram também museus e galerias.

Outras atrações: a Casa Dançante, prédio de formato inusitado. Uma homenagem aos dançarinos Fred Astaire e Ginger Rogers; a Torre da Pólvora e o Relógio Astronômico de 1410 que registra a posição do sol, ciclos astronômicos, fases da lua, feriados do calendário cristão, a caminhada dos apóstolos, um show mecânico representando cada troca de hora com figuras dos apóstolos em movimento. Esse local atrai uma verdadeira multidão.

Não vá embora sem pagar um pouquinho pelo ingresso a fim de subir na Torre e contemplar a vista fantástica da Praça da Cidade. O relógio foi montado em edifício da Prefeitura Municipal da Cidade Velha.

Nos meses de julho e agosto chegam muitos turistas, com preços mais altos e temperatura média de 18º C., com dias ensolarados.

Brasileiros não precisam de vista para um período até 90 dias na República Tcheca e em outros países pelos Acordos de Schengen.

Para viajar para qualquer destino, faça seguro saúde, observe a cobertura, tenha na sua bagagem de mão passagem de ida e volta, comprovante de recursos financeiros, reservas de hotel. A qualquer momento você poderá ser solicitado a apresentar esses documentos. Ah!, tire fotocópia do passaporte …. e mantenha-o separado dos documentos originais.

Não aceite trocar dinheiro na rua. Esse “cambista” pode estar com um falso policial que pedirá seu passaporte para verificação e, com ele em mãos, sair correndo, sumir !!!

Não esqueça, o idioma é o tcheco e a moeda é a coroa tcheca (CZK).O inglês é falado no comércio de turismo e em muitos locais.

Junho de 2020