Luiz Basílio Rossi

Luiz Basílio Rossi

Professor

Professor do ensino fundamental e médio em instituições privadas e públicas, em faculdades particulares, na Universidade de Brasília e, por fim, na Universidade Federal de Roraima, para onde me transferi para contribuir de alguma forma para a educação da Amazônia.

A história de Luiz

Ainda bastante jovem, em Londrina – Paraná – ficava atento às questões sociais e econômicas, embora essas preocupações não chegassem pela política enquanto conhecimento científico na arte de administrar as pessoas e as comunidades, podendo ser uma escola ou um país. Entravam na minha compreensão muito mais como uma necessidade de compreender como os pobres e os desamparados viviam e qual a forma de ajudá-los.Essas preocupações sempre estiveram presentes quando realizei meus estudos. A aprovação no primário, ginásio, colégio e mesmo graduação em História cursado na, hoje, Universidade Estadual de Londrina foi obtido devido à prioridade que minha mãe e meu pai deram à educação das filhas e dos filhos com os parcos recursos obtidos com a exploração de um sítio em Londrina.   Realizei o mestrado com bolsa de estudo da Universidade Católica de Leuven – Bélgica – e doutorado em História da Educação brasileira na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, com bolsa de estudos financiada pela CAPES.Sempre contei com recursos públicos de instituições que me fazem pensar, ainda hoje, que a solidariedade deve ser o horizonte de cada pessoa. Recebe aqui, contribui ali com ações que beneficiem a sociedade.Com o término do curso de História me fiz professor, atividade que desempenhei até a minha aposentadoria. Professor do ensino fundamental e médio em instituições privadas e públicas, em faculdades particulares, na Universidade de Brasília e, por fim, na Universidade Federal de Roraima, para onde me transferi para contribuir de alguma forma para a educação da Amazônia.Essas preocupações com o social e, de fato, com a política me levaram a lutar contra a ditadura civil-militar, pelas liberdades e pela democracia. Fui preso político; libertado em outubro de 1973 deixei o Brasil e asilei-me na Bélgica sob a proteção das Nações Unidas durante 7 anos.

Na ocasião da prisão contei com a solidariedade da Igreja Católica via Bispado o  de Lins, no estado de São Paulo e, também, da Arquidiocese de São Paulo na pessoa do cardeal D. Paulo Evaristo Arns. Contei também com a solidariedade da Anistia Internacional tanto na prisão como no exílio.O blog nasce carregando essas preocupações. E com vários questionamentos. Por que a maior parte da populaçãoainda vive na pobreza e parte dela na miséria? Por que o Brasil não sai da condição de subalternidade em relação a outras nações ao longo de sua história? Por que o Estado tem sido presafácil da oligarquia brasileira e internacional e, também, de setores religiosos fundamentalistas? Por que o Brasil não consegue construir um Estado laico e social que promova o desabrochar de uma sociedade plenamente democrática?Publicarei textos pessoais com olhar político. Publicarei também textos assinados por outrem, sob minha responsabilidade. Haverá também a contribuição de outras pessoas que escreverão sob sua responsabilidade.
Tenho 78 anos de idade. Moro em Brasília – DF